Conhecendo a história da Miguel Semijoias

Conhecendo a história da Miguel Semijoias
 
Hoje vamos te contar para você um pouco mais sobre a história de tradição da Miguel Semijoias! Então reserve alguns minutinhos de leitura e prepare-se para conhecer como tudo começou!

Em 1978, o empresário Miguel da Cunha Neto, com 21 anos já sonhava em ter sua própria empresa, buscando sua independência e indo em busca dos seus maiores sonhos. Desde então, dois fatores foram influentes para o primeiro passo:

“Meu cunhado Didier foi meu primeiro e grande incentivador, viajava muito para Brasília e passava pela cidade de Cristalina/GO, onde vendia diversas pedras e joias. Ele me contava sobre suas viagens e me incentivava a conhecer a cidade, resolvi visitar e fiquei encantado”.

“Meu cunhado Didier foi meu primeiro e grande incentivador, viajava muito para Brasília e passava pela cidade de Cristalina/GO, onde vendia diversas pedras e joias. Ele me contava sobre suas viagens e me incentivava a conhecer a cidade, resolvi visitar e fiquei encantado”.

O amigo e parceiro do time de basquete de Osvaldo Cruz/SP, Jonas, apresentou seu pai Salvador, residente, na época na cidade de Penápolis/SP, que trabalhava com joias.

“Foi ele quem me orientou e ajudou a efetuar minha primeira compra”.

Assim, Miguel da Cunha Neto deu início a Miguel Joias em Osvaldo Cruz/SP, através de revendedoras regionais.

No maior período da empresa o grande carro chefe de vendas eram as joias de ouro 18k (brincos, alianças de casamento, colares, anéis de formatura, etc), que eram utilizados para presentear e gravar grandes momentos na memória de seus clientes.
No maior período da empresa o grande carro chefe de vendas eram as joias de ouro 18k (brincos, alianças de casamento, colares, anéis de formatura, etc), que eram utilizados para presentear e gravar grandes momentos na memória de seus clientes.


Em 2007 a empresa trouxe para o mercado regional as peças de aço, que foi uma grande tendência na época e que se prolongou até os dias de hoje, isso abriu um leque de opções e variedades de peças para os clientes.

Em 2008 a empresa levou o seu primeiro site ao ar, tornando-se um setor e braço de vendas dentro da empresa, responsável também pelas redes sociais e toda a comunicação digital. O site possibilitou a empresa realizar vendas para todo o Brasil e também vendas internacionais em Portugal, México e Estados Unidos.

Em 2008 a empresa levou o seu primeiro site ao ar, tornando-se um setor e braço de vendas dentro da empresa, responsável também pelas redes sociais e toda a comunicação digital. O site possibilitou a empresa realizar vendas para todo o Brasil e também vendas internacionais em Portugal, México e Estados Unidos.

Foi no começo de 2012 que a empresa deu o seu primeiro passo em direção as semijoias. Uma experiência que foi posta a prova através da revenda física em mostruários e também através catálogo impresso. Este processo foi muito importante para a época, pois possibilitou a empresa a ter uma visão melhor do que os clientes gostavam e também uma forma de analisar como deveriam trabalhar com o estoque em escala destes produtos.

Por conta das mudanças de mercado, o nome da empresa também recebeu uma adaptação, levando o nome de Miguel Semijoias. A mudança veio acompanhada de uma nova identidade visual, que foi produzida com muito amor e fruto de uma pesquisa que durou mais de um ano, para escolher o elemento gráfico que representaria os valores da empresa.

Logo da Miguel Semijoias

A Miguel Semijoias escolheu o ganso como seu elemento gráfico representativo, uma ave que tem características únicas. Quando um ganso bate as asas, cria um vácuo para o pássaro seguinte, voando na formação em “V” o bando inteiro melhora em 71% o seu desempenho, comparado se cada um voasse sozinho.
Os gansos de trás grasnam para encorajar os da frente, e assim, aumentam a velocidade do voo. Quando o ganso líder se cansa, muda para trás na formação e, imediatamente, um outro ganso assume seu lugar, voando para a posição de ponta. 
Quando um ganso fica doente ou é ferido, dois gansos saem da formação e seguem-no para ajudá-lo e protegê-lo, ficam com ele até que esteja apto a voar de novo ou até o fim da sua vida.  
A Miguel Semijoias acredita que a força, o poder e a segurança aumentam quando se segue na mesma direção daqueles com quem se divide um objetivo em comum. As pessoas, assim como os gansos, são dependentes umas das outras.

Todo o processo de mudança não aconteceu do dia para noite, foi uma decisão tomada ao longo de alguns anos, através de muita pesquisa e trabalho duro. Por ser uma empresa com tradição em oferecer joias de ouro com uma garantia acima da média, o foco maior ao começar a trabalhar em um novo produto e um novo mercado, era trazer toda a bagagem de aprendizado que foi adquirido no decorrer dos anos trabalhando com joias de ouro, para a semijoias.

Por tanto um dos maiores pontos que foram fortalecidos e regrados, foi trabalhar sempre focado em oferecer uma semijoia de alta qualidade e com maior resistência, já que na maioria das vezes muitas empresas no mercado de semijoias, oferecem peças de baixa qualidade e durabilidade, levando o cliente a ter grandes frustrações e uma má experiência com o produto adquirido.

A Miguel Semijoias conseguiu fechar grandes parcerias com os maiores produtores de semijoias do Brasil, e também com grandes empresas que possuem as tecnologias mais avançadas de banho de ouro. Tudo isso, para oferecer um produto que atenda aos clientes que tem exigência e que apreciam e dão valor a produtos que excelente qualidade.

Para entender um pouco mais sobre a qualidade das semijoias, leia esta matéria: Banho de ouro de qualidade: Entenda o que é.

A empresa contou com a ajuda e dedicação de muitos funcionários ao longo dos anos, cada colaborador que trabalhou, ajudou diretamente na construção desta história que hoje chega aos seus 40 anos. Atualmente, como Miguel Semijoias, a empresa possui loja física e virtual, além de escritório de representação em Ribeirão Preto/SP para atender as revendedoras.

Gostou da história da Miguel Semijoias? Você já comprou alguma vez alguma peça? Conte para nós a sua experiência nos comentários!

Leia também:

0 comentários